Duas dicas para decidir qual dívida pagar primeiro


Problemas financeiros são cada vez mais comuns entre o público brasileiro. Nesse contexto, há diversas questões que levam a esse tipo de problema como desemprego e aumento no custo de bens essenciais.

Dessa forma, ficar com o nome sujo junto a órgãos como o SPC e o Serasa podem se tornar frequentes, comprometendo o crédito do consumidor. Portanto há algumas formas de decidir qual pendência é mais importante o pagamento imediato.uma solução nestes casos.

Não deixar nome sujo com bancos é o primeiro passo

Em situações onde a condição financeira está prejudicada, é bastante comum que se recorra ao banco. Entretanto, é preciso ficar atento ao endividamento e o nome sujo junto aos bancos.

Apesar de oferecer linhas de crédito flexíveis, os bancos cobram as taxas mais altas do mercado. Um exemplo disso é o crédito rotativo, que em alguns casos passa dos 500%.

Com isso, caso tenha dívidas no banco, procure uma renegociação dos valores. Isso vai evitar que a dívida não fique ainda maior, além de evitar o nome sujo. Além disso, em caso de bens financiados, como um veículo, a renegociação pode evitar a busca e apreensão.

Nome sujo com companhia de água e luz não é favorável

Evidentemente ter dívidas nunca é uma situação agradável. Porém, há alguns débitos que se tornam mais preocupantes. Um exemplo disso é a conta da água e da luz, para quem mora em casa própria.

Quando há um atraso no pagamento destes serviços de três meses, há o corte temporário dos serviços. Essa condição não é interessante por diversos motivos. Mas principalmente pelo fato de que pode acarretar mais perdas para o consumidor, tanto financeiramente quanto em qualidade de vida.

Nestes casos, é importante procurar a companhia de água e a de luz para encontrar a melhor saída, para não ter o nome sujo.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *