Benefícios da testosterona e como aumentá-la de forma natural

A testosterona tem adquirido notoriedade nos últimos tempos. A maioria das pessoas parece associá-lo ao uso de esteróides. Mas, aumentar os níveis desse hormônio no corpo pode ocorrer de forma natural, basta aderir a alguns hábitos para regular a testosterona no organismo.

A testosterona é um hormônio que ocorre naturalmente e desempenha um papel crítico em homens e mulheres, embora ocorra em concentrações mais altas nos homens. Ao chegar a faixa etária dos 30 anos, ocorre a diminuição da produção do mesmo o organismo masculino e para melhorar os níveis do hormônio, muitos optam por suplementos para ganho de massa muscular e até produtos como o gel macho macho para melhorar o desempenho sexual.

Benefícios da testosterona para o organismo

  • Aumento da massa muscular
  • Níveis de energia mais altos
  • Melhoria da cognição
  • Redução do risco de osteoporose
  • Aumentar a libido
  • Melhora a administração de insulina
  • Emagrecimento

Por outro lado, no entanto, se nossos níveis de testosterona não forem otimizados (ou forem baixos), você pode sofrer de:

  • Falta de confiança
  • Depressão
  • Irritabilidade
  • Dificuldade em dormir
  • Baixos níveis de energia
  • Perda de desejo sexual
  • Armazenamento de gordura na parte superior do nosso corpo

Dicas para aumentar a testosterona natural

 

Excesso de peso

Permanecer magro e musculoso aumenta o nível de testosterona no corpo. Há muitos estudos relacionados a este assunto neste campo, que mostram que quanto mais gordura corporal um determinado indivíduo tem, menor é o nível de testosterona.

Então, vale a pena otimizar nossa dieta e iniciar um programa de exercícios para queimar gordura através de uma metodologia de treinamento eficaz.

O sono

Dormir 7-8 horas por dia e tentar tirar uma soneca durante 20 minutos, é positivo aumentar a testosterona naturalmente. Dormir corretamente tem uma forte correlação com os níveis ótimos de testosterona e deve ser uma prioridade em nossa lista de prioridades, se quisermos aumentá-la.

Consumo de gordura natural

Devemos garantir que estamos consumindo gorduras saudáveis ​​em quantidades adequadas, como óleo de coco, azeite, nozes, abacate, óleo de peixe e carnes magras de animais como a carne de vitela.

Isso garantirá que o nível de colesterol permaneça na linha e que estimulemos o desenvolvimento da testosterona. Se o consumo é equilibrado, existe uma forte correlação entre o consumo de uma dieta rica em gorduras saudáveis ​​e a produção de testosterona.

Álcool

Temos de limitar o consumo de álcool (especialmente cerveja), já que o álcool tem um impacto negativo nos níveis de testosterona, para não mencionar o acúmulo de gordura na cintura.

Agora, se é verdade que o consumo de álcool em curto prazo provavelmente não vai afetar os seus níveis de testosterona, a longo – termo efeito é enorme, por isso que é melhor prevenir do que remediar, e nós devemos tentar minimizar em nossa rotina semanalmente o impacto que o álcool pode ter em sua dieta.

Carboidratos

Além disso, devemos controlar a ingestão de carboidratos simples, porque imediatamente após qualquer refeição rica em carboidratos há uma queda temporária nos níveis de testosterona.

Embora essa queda seja apenas temporária, se comermos 3-4 refeições ricas em carboidratos ao longo do dia, isso resultará em níveis mais baixos de testosterona permanentemente.

A fim de controlar o consumo de carboidratos, tudo o que temos a fazer é limitar a ingestão de carboidratos ricos em amido ou carboidratos simples, 2 horas antes e depois da sessão de treinamento do dia. Isso irá garantir que seu corpo é habilidoso no manuseio de picos de insulina.

Legumes

Comer uma grande quantidade de vegetais, especialmente vegetais crucíferos, como brócolis, couve-flor e repolho, é uma boa estratégia. Vegetais crucíferos contêm compostos, que se mostraram necessários para eliminar os estrogênios negativos do nosso corpo.

Em geral, os vegetais também melhoram a alcalinidade e mantêm a inflamação controlada, o que promove um corpo mais magro e saudável, aumentando os níveis de testosterona.

Treino pesado

Temos de garantir treinos com cargas elevadas, fazendo exercícios compostos frequentemente como agachamento, linhas de barra, supino, ombro, exercícios que aumentam a massa muscular notavelmente.

A relação desses exercícios com a testosterona está associada ao fato de que o treinamento de grandes grupos musculares aumenta significativamente a testosterona.

Estresse

Temos que estar conscientes de que nosso estresse influencia negativamente a testosterona. Um alto nível de estresse aumenta o cortisol (às vezes crônico), e quando o cortisol é alto, a testosterona é baixa.

Blog Lá Folia – Dicas de saúde e beleza

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *